Universidad de Granada Digibug
 

Repositorio Institucional de la Universidad de Granada >
2.-Revistas >
DEDiCA. Revista de Educação e Humanidades >
DEDiCA, 1 (2011) >

Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://hdl.handle.net/10481/46189

Título : Mulher informada… mulher formada
Otros títulos: Informed women… educated women
Autoría : Ramalho, Anabela Panão
Ramalho, João Góis
Fecha de publicación: mar-2011
Resumen: A mulher Portuguesa, na sociedade atual, tem uma grande expressão no mercado de trabalho, e continua a desempenhar as funções de organização do lar e no apoio à família. Apesar das normas comunitárias e da Legislação Portuguesa, no âmbito do Código do Trabalho, privilegiarem a defesa do papel da mulher enquanto trabalhadora e enquanto mãe e promoverem a igualdade de género, a conciliação da sua vida profissional com a familiar e, em simultâneo, criarem espaços legais para a intervenção do homem no contexto familiar, continuamos a verificar que a mulher tem um papel preponderante no apoio à família. Que espaços ficam para a mulher, enquanto mãe e enquanto trabalhadora, durante toda a sua vida profissional, poder desenvolver os seus projetos pessoais, que não têm obrigatoriamente de se reduzir ao trabalho e à família? Essas mesmas mulheres que, fruto da sua maior longevidade, constituirão maioritariamente o grupo de idosos de uma sociedade envelhecida e necessitada de atenção? Porque é no âmbito da formação nesta área de conhecimento que o Ensino Superior pode dar o seu contributo, consideramos haver espaço para perspetivar uma formação adequada a este público tendo em conta as especificidades geradas pelas desigualdades vividas ao longo da sua vida.
Portuguese women in contemporary society frequently work outside the home, while fulfilling their tasks as household organizers and providers of family support. In spite of European Union standards and Portuguese legislation within the scope of the Labour Code, as well as the protection of females both as workers and mothers, the promotion of gender equality, the conciliation of family and professional life, and the simultaneous creation of legal spaces for male intervention in the family, women are still perceived as playing a leading role in family cohesion. This being so, what chances are there left for a working mother, throughout her professional life, to develop her personal projects, which need not be limited to work and family? Due to a greater longevity, these women will make up the majority of older people, and will be in need of care. Because of the contribution higher education can offer in training people in this particular field of study, we consider that there is room to think in terms of an adequate instruction of women, according to the specificities produced by the inequalities they face in life.
Patrocinador: Universidad de Granada. Grupo de Investigación "Desarrollo Educativo de las Didácticas en la Comunidad Andaluza" (HUM742).
Editorial : Universidad de Granada
Palabras clave: Igualdade
Género
Parentalidade
Informação
Equality
Gender
Parenthood
Information
URI: http://hdl.handle.net/10481/46189
ISSN : 2182-018X
Derechos : Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 License
Referencia bibliografica : Ramalho, A.P.; Ramalho, J.G. Mulher informada… mulher formada. DEDiCA, 1: 553-565 (2011). [http://hdl.handle.net/10481/46189]
Aparece en las colecciones: DEDiCA, 1 (2011)

Ficheros en este ítem:

Fichero Descripción Tamaño Formato
33 - ANABELA PANAO RAMALHO - JOAO RAMALHO.pdf98,1 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir
Recomiende este ítem

Este ítem está sujeto a una licencia Creative Commons Licencia Creative Commons
Creative Commons

Los ítems de DIGIBUG están protegidos por copyright, con todos los derechos reservados, a menos que se indique lo contrario.

 

Valid XHTML 1.0! OpenAire compliant Software DSpace Copyright © 2002-2008 MIT and Hewlett-Packard - Comentarios

© Universidad de Granada